A Fortuna da Reputação e a Gratidão Como Instrumento Para Sua Riqueza Social

Não é novidade que agradecer é um hábito fundamental para exercitar e desenvolver o coração de um líder, mas seu poder transformador se multiplica quando você propaga essa energia boa, retribuindo generosamente o que recebeu de valor.

Uma coisa que poucos se dão conta é de que o efeito da gratidão é dual, ou seja, quanto mais você é grato, maior é a carga positiva que recebe de volta, direta e indiretamente.

Por exemplo, quando você elogia alguém, é natural que a pessoa fique feliz, mas observe que você também fica. É um sentimento imediato, estranho e difícil de se definir, como uma espécie de “orgulho por ter sido justo”. De qualquer modo, é algo que também lhe causa prazer de sentir.

Mas os efeitos desse simples gesto não param por aí. Aquela pessoa guarda a lembrança deste sentimento bom associada a você, como mais um ponto positivo no histórico do seu relacionamento. A conexão entre vocês se fortalece e ela ficará inclinada a devolver na mesma moeda, na primeira oportunidade que tiver.

A Base do Networking

Muito já se falou sobre a importância de se alimentar uma boa rede de contatos, porém é nítido que a maioria das pessoas trata do assunto com um enfoque muito interesseiro, como se fosse possível prever o “retorno do investimento”. Contudo, considerando que o verdadeiro poder das redes sociais é conectar as pessoas em múltiplos níveis, que curtem, comentam e compartilham sua influência, o poder da reciprocidade ganhou uma nova dimensão.

Um simples gesto percebido pelo outro como positivo pode desencadear uma avalanche de resultados, na medida em que a gratidão projeta o seu nome no quintal do mundo.

Obviamente, os efeitos do negativo também se amplificaram, tornando muito mais graves nossos pequenos deslizes.

A questão fundamental é que hoje somos governados pela lei universal da “Ação e Reação” turbinada e amplificada pela Internet.

Reputação é Fortuna

Em um mundo cada vez mais interconectado, não há fortuna maior que a nossa reputação, pois é a projeção dela que define o valor da nossa rede de contatos.

No ambiente profissional, ninguém mais contrata ou faz negócios com alguém, sem antes pesquisar seu histórico social na Internet.

Portanto, se eu, você, todas as pessoas e empresas do mundo precisamos cuidar cada vez melhor da nossa reputação, esta se tornou a moeda mais valiosa do nosso tempo!

Não estou falando de curtidas compradas, nem comentários forjados, e sim de um rastro legítimo de autoridade, mérito, contribuição, simpatia, generosidade e gratidão que você deixa por onde passa.

O exercício diário da riqueza social

Enquanto alguns curtem, comentam e compartilham sem se preocupar com o amanhã, a maioria só observa o que acontece no Facebook e em outras mídias sociais, desperdiçando o maior ativo que tem à disposição, grátis e abundante.

Apenas um pequeno grupo já se deu conta do valor que aqueles botõezinhos embaixo de cada postagem têm. Muito poucos entenderam os efeitos extraordinários que a doação de alguns segundos generosos de gratidão e reputação pode refletir no universo.

A seguir, explico alguns impactos das quatro ações que mais produzem riqueza social.

Curtir

Cada rede social define seu formato, mas usando o Facebook como exemplo, podemos atribuir significado de aprovação, reprovação, tristeza etc, através do botão “curtir”. No mesmo gesto, você sinaliza que leu e expõe sua reação, tanto para o autor, quanto para os leitores que o acompanham.

Pode parecer muito pouco, mas acredite que alguém vai associar esse gesto ao seu histórico. Mais que isso, o Facebook irá interpretá-lo para selecionar as pessoas e conteúdos que estarão na sua linha do tempo, nos próximos dias.

Tem um outro efeito ainda mais importante. Quando você curte a publicação de alguém que está entre os seus amigos, o Facebook entende que ela também vai querer ver suas publicações. Portanto, é uma forma inteligente de manter a comunicação fluente com as pessoas que mais te interessam.

Enviar mensagem

Obviamente, esse e os demais recursos podem ser usados para várias finalidades, mas vou me concentrar nos aspectos relacionados à gratidão e reputação.

Sendo um produtor de conteúdo há mais de duas décadas, sei o quanto me sinto bem quando fico sabendo que fui útil a alguém. Com muito orgulho, sou do tempo em que leitores me escreviam cartas de agradecimento, algo impensável nos dias atuais.

Talvez você não tenha vivido essa experiência, mas é maravilhoso quando alguém me encontra em um evento e diz: “Obrigado! Li seu artigo (ou livro, ou escutei um áudio) que me ajudou muito etc etc etc”. Financeiramente, pode não representar nada, até porque sempre divulguei muito material gratuito na Internet, mas o efeito emocional é gigantesco. Eu saio daquela experiência motivado a produzir melhor e impactar mais pessoas…

Perceba, o simples gesto de elogiar um autor o estimula a produzir mais, e o leitor/aluno possivelmente terá acesso a mais conteúdo da mesma fonte por ter sido generoso com sua gratidão.

Isso também acontece nas suas relações com familiares, amigos, colegas de trabalho. Quando você agradece ou comenta em particular algo que a pessoa fez, no mínimo transmite consideração. Os efeitos são positivos para o relacionamento.

Agora pense: quantas vezes você sentiu-se grato por alguma coisa, mas guardou isso pra você? Quantas vezes deixou de manifestar sua gratidão por um gesto bacana que alguém teve com você, por vergonha, pressa, descuido ou simplesmente por achar que aquilo não faria diferença?

Comentar

Algumas pessoas não gostam de se expor publicamente e preferem “enviar mensagens”, mas é preciso saber que os efeitos são distintos.

Um elogio ou agradecimento em particular transfere apenas gratidão, porém, quando isso é feito em público, transfere também reputação, além de estimular a participação de outras pessoas na conversa.

Mesmo que o teor do comentário seja o mesmo, o autor sabe que um comentário público significa maior comprometimento e produz muito mais efeitos.

Quando a publicação é polêmica, comentários críticos também são bem-recebidos, desde que educados e construtivos para o diálogo proposto. O bom humor também cabe para apimentar as discussões, mas pode gerar efeitos contrários, quando exagerado ou fora de contexto.

Ao comentar uma publicação, você também entra na roda para ser avaliado, podendo sair com sua reputação melhor ou pior do que antes.

Por isso, críticas destrutivas ou comentários deselegantes servem apenas para ferir, desconectar.

Resumindo, sugiro uma regra de ouro que aprendi sobre desenvolvimento pessoal e liderança, “elogie em público, critique em particular (educadamente sempre)”. Se não for construtivo, pense 10 vezes antes de comentar. Afinal, tudo o que você propaga volta para você, de um jeito ou de outro.

Compartilhar

De todas as ações, esta é a mais poderosa de todas!

Além de incorporar todos os efeitos benéficos da gratidão e da reputação, inclui a recomendação pessoal, que é algo especialmente valioso no mercado.

Sem dúvida alguma, o autor da publicação sente-se ainda mais inclinado a retribuir esse gesto, como reconhecimento por sua contribuição.

Para melhorar os efeitos do compartilhamento, você deve incluir um comentário pessoal para que todos entendam seu ponto de vista, de modo que passa a ser um conteúdo a quatro mãos.

O Facebook e outras redes sociais também analisam comentários e compartilhamentos para definir o que será promovido com maior destaque.

Como você pode ver, todas as ações sociais têm muito mais impactos do que se imagina por aí.

O principal é entender que um simples gesto generoso pode abrir portas que você nem imagina, melhorando sua reputação e riqueza social.

Muito mais que dinheiro, você pode doar amor, conhecimento e credibilidade para quem você quiser, sem limites!

  • ROliveira

    Uau! Obrigado e parabéns @Sergio_Buaiz. Tudo que tento explicar às pessoas sobre relacionamentos e Facebook resumido e exemplificado. E ainda pude ser o primeiro a comentar. É claro que vou compartilhar imediatamente!

    Obrigado! Obrigado! Obrigado!

  • Maria Aparecida Soares

    Sérgio, gratidão pelo conteúdo e clareza na exposição.